19
Abr 10

 

 

r às 13:57

17
Abr 10

 

Já foram cancelados 25 mil voos. Companhias aéreas perdem 147 milhões/dia

 

Mais de seis milhões de passageiros, toneladas e toneladas de carga e correio, 147 milhões de euros de perdas diárias, 25 mil voos cancelados. Tem sido este o impacto do Eyjafjajokull. A palavra que estaria nas bocas do mundo, não fosse tão complicada. É o nome do glaciar onde está o vulcão que desde quarta-feira à noite expele uma nuvem de cinzas vulcânicas que congelou o tráfego aéreo europeu numa região que comprime 80% das viagens de avião de/para o velho continente e que abrange Reino Unido, Alemanha, França, Bélgica, Holanda, Finlândia ou República Checa.

"As companhias aéreas podem perder mais de mil milhões de dólares - 737 milhões de euros - e seis milhões de passageiros ficarão em terra se a paralisação se prolongar pelo fim-de-semana", calculava ontem a Centre For Asia Pacific Aviation, a maior analista do sector da aviação. Também a IATA, associação internacional do transporte aéreo, que representa companhias responsáveis por mais de 93% do tráfego mundial, apontou ontem para 147 milhões de euros de custo diário da paralisação, numa estimativa "preliminar e conservadora" e que apenas tem em conta as quebras nas receitas. "As companhias também estão a arcar com os custos de reprogramação de voos e de assistência aos passageiros que ficam em terra", lembrou a IATA.

r às 14:22

15
Abr 10


Os aeroportos nas cidades escocesas de Aberdeen, Glasgow e Edimburgo foram encerrados. Tanto o aeroporto de Belfast, na Irlanda do Norte, como o de Newcastle foram também encerrados. A BAA, operadora dos aeroportos britânicos, admitiu "grandes perturbações" no tráfego aéreo.

Todos os aeroportos de Londres serão encerrados a partir das 12h. O tráfego aéreo paralisou no Reino Unido, na Bélgica, na Dinamarca, em quase toda a Noruega e no norte da Suécia. Dois voos da EasyJet para Lisboa, sete voos do Porto de e para os aeroportos ingleses e 75 voos entre Madrid e o Reino Unido ou a Noruega foram cancelados. E, segundo as últimas previsões das autoridades islandesas, a Finlândia e o Norte da Rússia também podem ser afectados.

 A empresa EasyJet cancelou já dois voos provenientes do Reino Unido com destino a Lisboa devido a nuvens de cinza de um vulcão na Islândia que entrou em erupção,

A operadora cancelou todos os voos domésticos marcados para hoje em todos os aeroportos britânicos. Foram cancelados mais de 150 voos no aeroportos londrino de Heathrow e 138 em Gatwick. Várias ligações foram também canceladas nos aeroportos de Stansted, Manchester, Luton e Birmingham. As autoridades aéreas prevêem que mais aeroportos poderão ser encerrados nas próximas horas.

Também o porta-voz da ANA - Aeroportos de Portugal garantiu que "todos os voos para o Reino Unido vão ser afetados em Faro, Lisboa e Porto". A ANA recomenda aos passageiros que contactem as companhias aéreas para confirmar se os voos vão ser realizados ou não.
Espanha está também a ser afectada. Dezoito voos entre Madrid e Londres foram cancelados nas primeiras horas do dia de hoje.  Trata-se de nove voos com origem em Madrid e nove com origem em Londres, pertencentes às principais empresas que fazem a rota, como o caso da Ibéria, EasyJet ou British Airways.

O Serviço Nacional de Tráfego Aéreo explicou as restrições aos voos com o facto de a "cinza vulcânica representa uma ameaça significante à segurança dos aviões". O espaço aéreo na Noruega e na Suécia também está a ser afetado, tendo sido já cancelados vários voos.

Na quarta feira, cerca de 800 pessoas foram retiradas das suas habitações no sul da Islândia devido à erupção do vulcão. Os meteorologistas apontam que a cinza poderá demorar vários dias a dispersar. i

r às 15:31

Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
30
31


ARQUIVO
pesquisar
 
subscrever feeds