29
Jan 09

 

A Procuradoria Geral da República emitiu um comunicado sobre o caso Freeport e esclarece que a carta rogatória inglesa que recebeu a 19 de Janeiro "não contém nenhum facto juridicamente relevante" para a investigação do caso Freeport, reiterando que não há arguidos ou suspeitos no processo.

"A carta rogatória inglesa não contém nenhum facto juridicamente relevante que acresça aos factos conhecidos e investigados pelas autoridades portuguesas, nem contém nenhum elemento probatório considerado válido e que justifique uma alteração da posição tomada nos comunicados anteriores", esclarece a PGR num nota enviada à Lusa.
 
Consulte aqui o comunidado da PGR
 
Escrevo eu: Ora bolas dirão agora os profetas da desgraça….
 
Ainda hoje o Primeiro Ministro fará uma comunicação ao País sobre o assunto...

 

r às 14:43

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
15
17

18
24

25
31


ARQUIVO
pesquisar