11
Jan 11

 

O primeiro-ministro José Sócrates disse esta manhã numa conferência de imprensa que os dados do apuramento preliminar das contas do Estado "superam todas as expectativas", com o défice "claramente" abaixo dos 7,3%.

 

Numa conferência de imprensa que decorreu na sua residência oficial, em São Bento, o primeiro-ministro anunciou que a despesa do subsector Estado ficou em 1,7%, contra um aumento de 2,5% presente no Orçamento do Estado de 2010, dados que segundo o primeiro-ministro provam uma "redução da despesa muito significativa". O primeiro-ministro disse ainda que, do lado da receita, houve um aumento de 5,3%, contra os 4,5% previstos no Orçamento.

 

José Sócrates pronunciou-se ainda sobre a evolução do saldo da Segurança Social: o saldo previsto era de 605 milhões de euros, mas terá ficado acima dos 720 milhões. "Foi uma agradável surpresa", disse, salientando que os dados que já tem da execução orçamental do Serviço Nacional de Saúde mostram que "não há grandes desvios".

 

O primeiro-ministro disse ainda que estes três sectores permitem concluir que existe uma folga orçamental de "800 milhões de euros, cerca de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB)". Estes dados, segundo José Sócrates, "superam as expectativas do Governo". "Estes três dados que já estão fechados nos dão claramente a ideia de que o Estado Português não só vai cumpruir a a sua meta orçamental de 7,3% como vai ficar claramente abaixo" do valor previsto. DN

r às 10:46

Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13

16
17
19
22

24
25
27
28
29

30
31


ARQUIVO
pesquisar