12
Mai 10

 

 

Espanha reduz salários da função pública em cinco por cento em 2010 e congela em 2011;

As medidas hoje anunciadas por José Luis Rodríguez Zapatero, numa intervenção no Congresso de Deputados, são as seguintes:

– Redução de salários dos funcionários públicos, em média, de cinco por cento em 2010, congelando-as em 2011. A redução será proporcional às receitas.

– Redução de 15 por cento no salário dos membros do Governo.

– Suspensão em 2011 da revalorização das pensões, excluindo as mínimas.

– Eliminação de regime transitório para a reforma parcial em vigor desde 2007.

– Eliminação do cheque-bebé de 2500 euros a partir de Janeiro de 2011.

– Adaptação do número de unidades das embalagens de medicamentos para as ajustar à duração padrão dos tratamentos. Unidoses poderão ser dispensadas mediante fraccionamento das embalagens.

– Ajuda ao desenvolvimento (externa) cairá 600 milhões de euros em 2010 e 2011.

– Redução de 6045 milhões de euros até 2011 no investimento público estatal.

– Previsão de poupança adicional de 1200 milhões de euros por parte das Comunidades Autónomas e Autarquias.

– Pedidos para Subsídio de Dependência serão decididos em seis meses e a retroactividade será eliminada.

União Europeia impôs a Sócrates a redução imediata do défice público;

Governo pode garantir mais 3000 milhões com IVA e subsídio de Natal;

r às 11:35

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
14
15

19
22

24
27
29

30


ARQUIVO
pesquisar
 
subscrever feeds