27
Fev 10

 

E RESTAVA OUTRA ALTERNATIVA?????
 
O PS vai apoiar Manuel Alegre e agora só falta discutir quando e onde. Na próxima semana, Alegre vai estar em Moçambique com o primeiro-ministro, para entregar o prémio Leya, do qual é presidente do júri. Maputo será o cenário do primeiro reencontro entre os dois, depois de Setembro, quando o poeta que recusou entrar nas listas socialistas acabou por sinalizar o apoio ao seu partido, comparecendo num comício da campanha do PS, em Coimbra.

O assunto candidatura presidencial já é pacífico entre os socialistas, mesmo que para alguns o seja a contragosto. Mas já não há nada a fazer. O avanço de Fernando Nobre nunca baralharia as contas internas do PS que, à excepção de Eanes, não voltou a apoiar numas presidenciais um não-militante. O timing de Alegre - em Janeiro transformou a sua candidatura num processo irreversível - é que não coincidiu com o de Sócrates que preferia discutir o assunto mais tarde. Agora, o estado-maior do PS espera pelo fim do processo Orçamento de Estado/Programa de Estabilidade e Crescimento para tomar uma posição oficial sobre a candidatura de Alegre que será, inevitavelmente, de apoio.

Muitos dos militantes de base juntaram-se já à candidatura de Alegre, enquanto, de forma avulsa, dirigentes vão manifestando o seu apoio. Mota Andrade, vice--presidente do grupo parlamentar e um socrático de sempre, iria participar no jantar de campanha em Bragança, que estava previsto para dia 5, mas teve de ser adiado. Mota Andrade é o presidente da federação do PS de Bragança, mas, exactamente por não existir ainda apoio oficial do partido a um candidato, estaria no jantar a título "pessoal".
r às 12:56

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
16
20

23
25

28


ARQUIVO
pesquisar
 
subscrever feeds