24
Fev 10

 

 
Lopes Barreira pergunta ao Armando Vara se viu a entrevista da bruxa. Armando Vara diz que não. Lopes Barreira diz que se saiu bem. Vara diz que não viu, mas já ouviu que ela disse que o Sócrates mentiu ao dizer que não sabia de nada."
Escuta: Lopes Barreira e Armando Vara
Data: 24 de Junho
Hora: 23.05
"...ai Jesus... agora [José Sócrates] está todo lixado comigo, que eu o devia ter avisado [do negócio PT/TVI]. Mas eu sabia lá... Agora eu digo-te uma coisa... agora temos - Sócrates que não quer, a Manuela que não quer, o Cavaco que não quer... a PT que quer... pá... vou ter que tirar o sonho do Zeinal"
Escuta: Rui Pedro Soares para Paulo Penedos
Data: 25 de Junho
Hora: 19.55
"Ainda na quarta-feira a Manuela Ferreira Leite vai à SIC e diz que o negócio está fechado. Porquê? Porque eu [Rui Pedro Soares] tinha combinado com o Polanco, depois de jantar, fechar o negócio porque supostamente já tinha o contrato assinado com a assinatura do Zeinal e faltava só a assinatura do Polanco. Só que há a entrevista da Manuela Ferreira Leite e o Zeinal continua sem dizer que a situação do Moniz está fechada e eu vou falar com o Polanco mas não assino outra vez o contrato, não lhe dou o contrato para ele assinar. Na quinta-feira de manhã destroem-se os contratos. Portanto no pressuposto do Moniz e da Ferreira Leite eu tinha assinado os contratos na quarta-feira à noite. (?) A Ferreira Leite diz na quarta à noite que o negócio está fechado e não está e o Cavaco fala na quinta-feira de manhã, mas os contratos não estão assinados. (?) Conclusão: os tipos da Prisa foram instrumentalizados pelo Moniz que, de certeza, passou informações pelo menos à Manuela Ferreira Leite."
Escuta: Rui Pedro Soares para Paulo Penedos
Data: 27 de Junho
Hora: 16.26
r às 16:06

Este comentário provavelmente não tem a ver com o teor do artigo, é um panfleto de um cidadão indignado.

O que é preciso é compaixão Cristã. Vai aqui um exemplo da mesma compaixão:

« ...Esta proposta, sublinhou, é "perfeitamente possível" de ser executada "cortando 50,5 milhões de euros numa prestação onde o abuso é uma vergonha, chamado rendimento mínimo garantido". » Paulo Portas

O partido dos «com a boca cheia de dentes» que fazem terapia quando lhe morre o gato, e fazem peregrinações a Fátima equipados de roupa desportiva "griffé" e são católicos porque ser católico é tradição e ser tradicional é fino e aristocratico , vivem à séculos de rendas e de não participar no desenvolvimento (fugindo aos impostos em larga escala) têm o desplante de fazer bandeira dos abusos das classes populares. Estes cristãos, os tais do "ao outro como a si mesmo", (tem-se visto ao longo dos séculos), quando as classes populares já embrutecidas pela pobreza, enraivecidos pela miséria fizerem correr sangue clamarão pela dureza policial. O que esta gente propõe é a "sul-americanização" da vida.

P.S. Não nego que haja abusos mas serão mais graves que os outros abusos que TODOS conhecemos? E havendo abusos serão na ordem de 50,5 milhões?
Fulano a 27 de Fevereiro de 2010 às 14:39

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
16
20

23
25

28


ARQUIVO
pesquisar
 
subscrever feeds