03
Jul 09

O Tribunal Cível de Lisboa declarou hoje que não há qualquer decisão sobre o objecto da providência cautelar interposta por Bruno Carvalho, permitindo a realização de eleições no Benfica com duas listas.
 
Num despacho emitido no dia das eleições, a que a Agência Lusa teve acesso, um juiz da 9.ª vara considera não existir "qualquer título executivo judicial susceptível de ser executado" e multa Bruno Carvalho em cerca de 190 euros por "falta de prudência" no requerimento que pedia a execução da citação ao Benfica.
 
Segundo o juiz, "não foi proferida sentença de mérito, quer de procedência, quer de improcedência" na providência cautelar da suspensão da deliberação da Mesa da Assembleia-Geral que admitiu às eleições a Lista A, liderada pelo actual presidente do clube, Luís Filipe Vieira.
 
Mais sobre o assunto aqui

 

Com esta notícia - LFVieira 1 vs Bruno Carvalho 0 
 
Às 17 horas já tinha votado 11.382 (onze mil trezentos e oitenta e dois) sócios do SL Benfica.
r às 17:06

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12

19
25

26


ARQUIVO
pesquisar
 
subscrever feeds