05
Jun 09

Em 1996, quando deixou de ser deputada do CDS-PP, a pivô da TVI não entregou a declaração de rendimentos obrigatória no Tribunal Constitucional, diz o 24Horas.

Durante cinco anos, Manuela Moura Guedes esteve fora da lei. Segundo o jornal 24Horas, a jornalista não cumpriu o previsto na Lei 25/95, que a obrigava a declarar a cessação das funções como deputada entregando uma declaração de rendimentos no Tribunal Constitucional.

Confrontada com a situação, Moura Guedes defendeu que bastava a renúncia ao cargo, que assinou na Assembleia da República,  e que a entrega desta declaração seria uma mera formalidade da qual não tinha sequer conhecimento.  

Ao 24Horas disse ainda que tinha direito a um subsídio, pelo período em que foi deputada, mas que não o pediu e saiu sem receber nada. Aponta também o dedo ao actual primeiro-ministro, José Sócrates, que não entregou a declaração relativa a 2001 e 2002, os anos em que foi ministro do Ambiente, falha que não foi fiscalizada.

 

digo eu: Afinal, esta srª. também tem falhas de memória....

 

r às 16:45

 

O Sporting Clube de Portugal vai hoje a votos.

 

Os sócios vão ter de escolher entre 2 possíveis futuros Presidentes, a saber:

 

José Eduardo Bettencourt e Paulo Pereira Cristóvão.

 

O primeiro é o candidato da "sucessão" e tudo indica que será o vencedor, não fora os inúmeros apoios que têm de muitos "notáveis" do Clube. O segundo é um candidato de ruptura, com um novo pensamento e ideias para o clube.

 

Do primeiro sabe-se que pretende a continuidade do treinador e que promete alguns reforços, ainda anónimos. Do segundo temos nomes de contratacções a efectuar: desde logo, fala-se em Eriksson para treinador e para jogadores fala-se, hoje, em Miccoli e Nedved - bons praticantes, por sinal, ainda que Nedver seja muito "velho".

 

No entanto esta estratégia de Paulo Cristóvão, parece-me errada, senão vejamos: Que garantias têm os Sportinguistas na efectiva aquisição destes jogadores e treinador??? Nenhuma e, considero, ser só Campanha Eleitoral.

 

Eu até nem sou do Sporting, mas se fosse votaria em José eduardo Bettencourt.

 

 

r às 13:18

 

O PS pode garantir a vitória nas eleições europeias com quatro pontos percentuais de vantagem sobre o PSD (36 contra 31,9 por cento), conseguindo a eleição de nove deputados contra oito dos sociais-democratas. Este é o resultado de uma sondagem efectuada pela Eurosondagem para o Expresso, SIC e Rádio Renascença. O Bloco de Esquerda (BE) é apresentado como o principal partido de esquerda em oposição aos socialistas, e poderá conseguir uma percentagem de votos superior a dez pontos.

 

Uma outra sondagem, divulgada ontem, aponta também para uma vitória do PS nas eleições europeias, mas com uma diferença menor: 34 por cento dos votos, contra 32 por cento para o PSD. De acordo com a mesma sondagem, realizada pela Universidade Católica para o “Diário de Noticias”, Antena 1, RTP e “Jornal de Notícias”, o número de deputados eleitos pelo PS, PSD, CDU, BE e CDS é o mesmo do apontado pelo mais recente avaliação da Eurosondagem.

r às 13:11

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
20

21
23
24
26
27

29
30


ARQUIVO
pesquisar
 
subscrever feeds