23
Mar 09

 

Special one, recebeu hoje o grau honorífico “honoris causa”, na Universidade Técnica de Lisboa.
 

E, como agora trabalho em Itália, podemos dizer que roubou a alcunha a um grande desportista italiano, Valentino Rossi…
 
E passa assim de Special One a Il dottore…

 

 

 

r às 17:39

     

    Vamos lá fazer uma resenha histórica sobre as nomeações do Provedor de Justiça e perceber, afinal, quem é que tem nomeado o Provedor e, no fundo, perceber a estratégia de PS e PSD, no que respeita a este dossier....

    Cronologia:

    Coronel Manuel da Costa Brás (1975-1976) foi o primeiro provedor;
    Conselheiro José Maria Barbosa de Magalhães Godinho - indicação PS,  primeiro-ministro, Mário Soares;
    Conselheiro Eudoro Pamplona Côrte-Real -indicação AD,  primeiro-ministro, Pinto Balsemão;
    Bastonário Ângelo Vidal de Almeida Ribeiro - indicação PS,  primeiro-ministro, Mário Soares;
    Bastonário Mário Ferreira Bastos Raposo -  indicação PSD, primeiro-ministro, Cavaco Silva ;
    Conselheiro José Manuel Menéres Sampaio Pimentel -  indicação PSD,  primeiro-ministro, Cavaco Silva;
    Conselheiro José Manuel Menéres Sampaio Pimentel  -  indicação PSD, primeiro-ministro, António Guterres ;
    Dr. Henrique Alberto Freitas Nascimento Rodrigues - indicação PSD, primeiro-ministro, António Guterres ;
    Dr. Henrique Alberto Freitas Nascimento Rodrigues  - indicação PSD,  primeiro-ministro, Durão Barroso.

Bem vistas as coisas, à excepção do período em que António Guterres foi Primeiro-ministro, o Provedor foi SEMPRE nomeado pelo Partido que estava no governo...

 

Afinal parece que a rábula do Zeca Afonso do "eles comem tudo" cai melhor sobre o PSD...

 

Coronel Manuel da Costa Braz
José Maria Barbosa de Magalhães Godinho
Eudoro Pamplona Corte-Real
Ângelo Vidal de Almeida Ribeiro
Mário Ferreira Bastos Raposo
José Manuel Menéres Sampaio Pimentel

            

Leia mais aqui…..
r às 17:12

 

SPORTING vs BENFICA – No derby eterno o Benfica conquistou a 2ª edição da Taça da Liga, Carlsberg Cup.
 
O jogo começou melhor para o Benfica que logo aos 3 minutos teve, por Nuno Gomes, uma excelente oportunidade de golo. Depois o Sporting equilibrou e controlou o jogo e dispôs de 2 oportunidades de golo… Durante a primeira parte o jogo foi “rasgadinho”, por vezes roçou mesmo a dureza, ficando por marcar/advertir vários jogadores das duas equipas com cartões amarelos, o árbitro do jogo, Lucílio Baptista, optou por deixar jogar, mas mal do meu ponto de vista….
 
A segunda parte começa com o golo do Sporting, numa bela jogada de envolvimento, que termina com o remate certeiro de Pereirinha. 1 a 0 para o Sporting… Entretanto o jogo continua duro e o árbitro a deixar jogar… O Benfica reage e… lance duvidoso envolvendo David Luís na área do Sporting… Na sequência de um livre, Miguel Vítor envia uma bola à trave da baliza de Tiago… até que chegou o momento do jogo e da final… Lucílio Baptista assinala penalti contra o Sporting por suposta mão na bola de Pedro Silva, este que já tinha amarelo é expulso e Reys empata o jogo na conversão do penalti. Sporting 1, Benfica 1. Nesta jogada verificam-se 2 erros muito graves que condicionaram o que restava do jogo e, quem sabe, o resultado final… Pedro Silva não joga a bola com a mão logo, não seria penalti e Pedro Silva não seria expulso (ESTE FOI O MOMENTO DO JOGO)… a partir daqui o Benfica controlou, geriu mas não criou grande perigo, até porque Suazo ficaria gravemente lesionado na disputa de um lance com Polga…. Como na Taça da Liga não há lugar a prolongamento, a Taça da Liga seria, mais uma vez, decidida na marca da grande penalidade…
 
E aqui, aconteceu o habitual, isto é, o Sporting perdeu… em 5 remates marcou 2 golos permitindo 3 defesas a Quim, já o Benfica marcou 3 em cinco remates e permitiu 1 defesa a Tiago, já que 1 dos penaltis, o de Katsouranis, foi rematado muito por cima da baliza.
 
 
POSITIVO DO JOGO: Vontade das 2 equipas ganharem o jogo e o troféu, proporcionando um jogo nem sempre bem jogado mas bastante emotivo… Quim, guarda-redes do Benfica, que defende 3 penaltis…
 
NEGATIVO DO JOGO: Sem dúvida Lucílio Baptista, o árbitro, que influencia o resultado, errando principalmente no capítulo técnico, mas também e muito no disciplinar….
 

 

 

FC PORTO vs ESTRELA DA AMADORA – O Porto foi justo vencedor e “quase” carimba a possibilidade de, mais uma vez, disputar a final da Taça de Portugal no Estádio do Jamor…
O Porto entrou muito bem no jogo e marcou logo aos 9 minutos, lance invalidado por suposta posição irregular de Lisandro Lopez, no entanto existem dúvidas se de facto estaria em posição irregular… Sempre que o Porto colocava velocidade no seu jogo criava grande perigo e chega ao 2 a 0 com toda a naturalidade e antes do intervalo…O Estrela não esteve bem na 1ª parte…
 
Na 2ª parte o Estrela da Amadora reagiu e melhorou, no entanto só perto do fim, minuto 82 é que teve grande oportunidade de golo, por Silvestre Varela…
Resultado final, Porto 2 Estrela da Amadora 0 e novo encontro, na Reboleira, para a 2ª mão da meia-final no próximo dia 22 de Abril… Mas era preciso quase um milagre para o Porto ser eliminado…
 
Mais uma vez a arbitragem não esteve bem… valha-nos que não influenciou o resultado final…
r às 15:15

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

15
21

22
28

29


ARQUIVO
pesquisar
 
subscrever feeds