18
Mar 09

 

José Sócrates anunciou hoje, no decorrer do debate parlamentar, um corte de 50 % na prestação da casa para os desempregados.
 
Segundo o primeiro-ministro, em conjunto com as instituições financeiras, o executivo vai criar uma "moratória nas prestações de crédito à habitação", que se poderá prolongar por dois anos e que pode ser requerida até ao fim deste ano.
 
"Durante este período, as famílias com desempregados beneficiam de uma redução de 50 por cento na prestação da casa. O Estado, através de uma linha de crédito específica, financiará o custo decorrente desta alteração, a uma taxa abaixo da própria Euribor em 0,5 por cento", referiu o líder do executivo.
 
Ainda com o objectivo de apoio às famílias que tenham um dos seus membros no desemprego, Sócrates adiantou que o Governo vai reforçar a bonificação dos juros, para os desempregados titulares de empréstimos no regime de crédito bonificado".
 
Ainda em relação às famílias que contraíram empréstimos para comprar casa, o primeiro-ministro adiantou que será criada a figura do provedor do crédito, que "terá responsabilidades em particular no domínio do crédito à habitação".
 
Outra das medidas anunciadas no Parlamento aponta para o reforço de medidas de apoio na Acção Social Escolar para famílias que tenham um dos seus membros desempregados. “Esses alunos passam a ter 100 por cento dos apoios, quer no ensino básico quer no ensino secundário” em áreas como os manuais escolares e refeições.

No apoio a idosos, o executivo anunciou ainda que para os pensionistas com rendimentos abaixo do salário mínimo será aumentada a comparticipação específica nos medicamentos genéricos de 15 para 30 por cento
 
Pode ler sobre o assunto aqui, aqui, ou aqui
 
Alguns dirão que é eleitoralismo, outros que é demagogia, outros que é só para ajudar a banca e outros ainda que as medidas anunciadas são insuficientes, ainda assim são medidas de apoio importantes para quem vive em grandes dificuldades.
 
No entanto importa não esquecer a classe média!! Aquela que paga a crise e que também merecia alguma atenção…
r às 18:12

A TEORIA DA RELATIVIDADE
 
Ao fim da tarde, um ginecologista aguarda a sua última paciente, que não chega.


Depois de 30 minutos de espera, ele supõe que esta já não virá e resolve tomar um gin tónico para relaxar antes de voltar para casa.
Instala-se confortavelmente numa poltrona e começa a ler o jornal quando toca a campainha.


É a paciente que chega toda esbaforida e a pedir desculpas pelo atraso.


- Não tem importância - responde o médico.


Olhe, eu estava a beber um gin tónico enquanto a esperava. Quer um também para relaxar um pouco?


- Aceito com prazer - responde a paciente aliviada.


Ele serve-lhe um copo, senta-se na sua frente e começam a conversar sobre banalidades.


De repente ouve-se um barulho de chave na porta do consultório.


O médico tem um sobressalto, levanta-se bruscamente e diz:


- A minha mulher! Rápido, tire a roupa e abra as pernas!


Na vida  tudo é relativo...!

r às 10:46
tags: ,

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

15
21

22
28

29


ARQUIVO
pesquisar
 
subscrever feeds