04
Mar 09

 

Com devida autorização, Post retirado do Blogue “o melhor da Amadora são as Pessoas”
 
Excerto de texto de opinião de Baptista-Bastos, no DN de hoje (4 março 2009)
 
O chamado congresso do PS não foi carne, nem peixe, nem arenque vermelho. E José Sócrates age como um sedativo e é presa da sua própria ansiedade. Os habituais comentadores do habitual reagiram como habitualmente: em flagrante delito de incompreensão. Também, pouco havia para compreender: les jeux sont faits e Sócrates preparou a apoteose com a minúcia e a frieza de um jogador de póquer. Mas ele não desconhece que o chinfrim é só fumaça, e que o retumbante resultado de quase cem por cento, nas "directas", não representa nenhuma vantagem definitiva.
 
PARA LER O TEXTO COMPLETO CLIQUE AQUI
 
Começo por referir que aprecio Baptista-Bastos!
 
Refiro ainda, como nota introdutória, que esta minha reacção não se dirige somente a ele, mas a tantos outros que se têm pronunciado a respeito do XVI Congresso Nacional do PS.
 
A respeito do Congresso apraz-me referir o seguinte: O PS é um partido de governo!! Quer se goste ou não tem desenvolvido um trabalho interessante ao longo destes 4 anos de Mandato, naturalmente com medidas consideradas positivas por uns e negativas por outros, que publicamente as defendem ou atacam…isto é a democracia a funcionar.
 
Em termos de reformas não creio que nenhum outro governo tenha tido sequer a audácia de pensar metade das que foram realizadas nesta legislatura.
Não me recordo de um outro governo que tenha tido a coragem de, na mesma legislatura, afrontar tantos “poderes” instituídos/corporativos da sociedade Portuguesa, terminando com muitos dos benefícios que tinham, lembro alguns: Militares, Médicos, Farmacêuticos, Políticos, Professores, funcionários públicos…entre outros.
 
 
Lembro ainda que foi este Governo que lançou as bases para que o Salário Mínimo Nacional seja hoje de 450 euros mensais, é certo que ainda é muito pouco, mas jamais outro Governo ousou aumenta-lo tanto. Foi este governo que estabilizou as contas públicas. Foi este governo que instituiu o ensino obrigatório do Inglês para todos os alunos do ensino básico, que aprovou as actividades de enriquecimento Curricular, que em muito vem beneficiar as famílias.
 
Foi este governo que aumentou o período de maternidade/parentalidade.
 
Foi este governo que aprovou a instituição do complemento solidário para idosos.
 
Foi este governo que criou o progrma e@escola e e@escolinha, que criou o passe estudante 4.18, que aumentou o abono de família e pré-natal, que criou mais um escalão no IRS (42%), que criou a nova lei da nacionalidade…
 
Foi o PS e o seu Governo que colocou Portugal na 1ª linha do combate às alterações climáticas, apostando como nunca nas energias renováveis…foi o PS e o seu governo que encerrou os projectos da CRIL e do novo Aeroporto, dossiers estes com décadas…. E será este governo que cumprirá um acordo firmado pelo governo do PSD para a ligação de Portugal à Europa por TGV….Enfim, muito mais haveria a dizer.
 
Retoma agora o congresso e repito a 1º afirmação - O PS é um partido de governo!!
 
Sendo um partido de governo e realizando Congressos de 2 em 2 anos não é natural desconcentrar as discussões internas dos períodos eleitorais???? Daqui a 2 anos, no próximo congresso, a meia da legislatura é que é tempo de definição e discussão interna profunda… penso que todos compreendem o que digo e, se não compreendem ou fingem não perceber, então a sua/vossa estratégia política não me parece a mais correcta.
 
Quer se goste ou não, José Sócrates é que está em melhor posição para ser governo e 1º ministro de Portugal, então seria normal realizar um congresso, em vésperas de 3 actos eleitorais, para questionar o líder, enquanto líder, fragilizando-o???? Claro que não!!! Este tempo chegará no próximo congresso.
 
Seria normal, politicamente correcto e estratégico desviar este congresso para questões de disputa interna???? Também por isto é que Manuel Alegre e Cravinho não foram ao congresso, eles sabem que não é o tempo de guerra interna aberta à sucessão, louve-se esta atitude de ambos!
 
Mas, a opinião pública ou publicada tinha sempre de dizer alguma coisa, de criticar, de denegrir, de retirar importância ao congresso quer ele fosse dirigido para fora ou para dentro do Partido…. Já estou a imaginar essa panóplia de comentadores a referir coisas do género….  - “é incrível que, num ano repleto de eleições, o congresso do PS seja marcado pela discussão de questões internas e não de Propostas para o próximo governo de Portugal”…
 
Como assim não foi, dizem agora, que pena por não ter existido discussão interna, que ninguém afrontou José Sócrates…..
 
Para mim a política faz-se no local certo e, principalmente, no tempo certo!!!
 
Para terminar apetece-me dizer … “presos por ter cão e presos por não ter cão”…
 
RFaria
r às 12:50

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

15
21

22
28

29


ARQUIVO
pesquisar
 
subscrever feeds